A Lisboa solarenga e cálida tem na esplanada da Pastelaria Suiça um dos seus locais de culto. Os lisboetas recordam os tempos em que - apesar do cinzentismo da ditadura - tertúlias de homens que pensavam por si próprios aqui vinham beber os ares da liberdade, E recordam também essa época em que, com algum perfume de escândalo, as mulheres ousaram partilhar a sua elegância com a cidade, sentando-se pela primeira vez a tomar café numa esplanada - a da Pastelaria Suiça.